Siga-nos nas redes sociais

Portugal

Câmara de Elvas decreta três dias de luto municipal em honra do Comendador Rui Nabeiro

Publicado há

no dia

campo maior foto cmcm1497013adefaultlarge 1024

A Câmara de Elvas, no distrito de Portalegre, apresentou um voto de pesar em homenagem ao empresário Rui Nabeiro, fundador do Grupo Nabeiro – Delta Cafés, que faleceu hoje, aos 91 anos, vítima de doença no Hospital da Luz, em Lisboa. A autarquia decretou ainda três dias de luto municipal em honra à vida e à memória do Comendador Manuel Rui Azinhais Nabeiro, que se estendem até terça-feira.

Em comunicado, a família Nabeiro informou que o Comendador Rui Nabeiro “encontrava-se hospitalizado no Hospital da Luz, devido a problemas respiratórios”. O grupo empresarial Delta Cafés é líder do mercado dos cafés em Portugal e encontra-se em forte expansão nos mercados internacionais.

A Câmara de Elvas destacou o trabalho, resiliência, amor à sua terra e ética de trabalho do empresário Rui Nabeiro, que serão sempre recordados por quem o conheceu. O documento refere ainda que não se pode esquecer os inúmeros momentos em que Nabeiro foi parceiro da autarquia de Elvas, assim como o investimento que realizou no concelho.

Manuel Rui Azinhais Nabeiro nasceu em Campo Maior, no distrito de Portalegre, a 28 de março de 1931, e criou a Delta Cafés em 1961, dando origem a um grupo empresarial que lidera atualmente o mercado dos cafés em Portugal. A família Delta Cafés expressou as suas sinceras condolências a todos aqueles que também perderam um grande amigo e comprometeu-se a continuar o legado e honrar a visão do empresário, produzindo o melhor café do mundo, apoiando as comunidades locais e promovendo a sustentabilidade.

Portugal

Movimento de Defesa do Hospital de Serpa critica encerramento do serviço de urgência

Publicado há

no dia

por:

hospital

O Movimento de Defesa do Hospital de São Paulo, em Serpa, expressou sua indignação com o fechamento do serviço de urgência dessa instituição de saúde. Segundo o comunicado enviado à nossa redação, a urgência do Hospital de São Paulo fechou às 15h30 desta sexta-feira, e não há previsão para sua reabertura, devido à falta de pagamento aos profissionais de saúde.

De acordo com a nota, os médicos que trabalham na urgência só retornarão ao serviço quando receberem os vencimentos atrasados, o que significa que o serviço permanecerá fechado nos próximos dias. Essa situação é apenas mais um episódio em um histórico de degradação constante do Hospital de Serpa, desde que foi entregue à Misericórdia em 2015.

Segundo o movimento, as urgência têm permanecido fechadas durante o período noturno desde 2022, e mesmo durante o período diurno, o hospital tem sido fechado em diversas ocasiões. Além disso, há uma falta de meios complementares de diagnóstico e inexistência de consultas externas, contrariando o Acordo de Cooperação firmado entre o Ministério da Saúde, a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) e a Misericórdia.

O Movimento classifica como absolutamente inaceitável a situação em que o Hospital de São Paulo em Serpa se encontra, com a total conivência do Ministério da Saúde, que tem conhecimento de todos esses problemas. A população desse concelho chega à porta do serviço de urgência em busca de assistência médica e encontra-o fechado, enquanto os trabalhadores da instituição sofrem com atrasos.

Diante desse cenário, o Movimento de Defesa do Hospital de São Paulo exige que o Governo assuma as suas responsabilidades e reverta imediatamente o Hospital de São Paulo em Serpa para o Serviço Nacional de Saúde, com a contratação de todos os profissionais necessários para o seu pleno funcionamento 24 horas por dia.

Continuar a ler

Portugal

Almodôvar: Homem de 47 anos morre em despiste de motociclo

Publicado há

no dia

por:

inem

Um acidente ocorreu na madrugada de hoje, resultando na morte de um homem de 47 anos, na sequência do despiste do seu motociclo. O acidente teve lugar no caminho municipal 1.198, em Várzea das Andorinhas, no concelho de Almodôvar, região de Beja. As autoridades locais, incluindo a Proteção Civil e a Guarda Nacional Republicana (GNR), confirmaram a ocorrência do acidente.

Segundo informações divulgadas pelo Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil do Baixo Alentejo, um homem de 39 anos também ficou gravemente ferido no despiste e foi imediatamente encaminhado para o Hospital de Beja para receber tratamento médico adequado.

O alerta para o acidente foi dado às 02:03, e as equipas de socorro foram prontamente mobilizadas para o local. Ao todo, participaram nas operações de resgate 21 operacionais, apoiados por nove viaturas, incluindo a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Beja e a Viatura de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Castro Verde.

Continuar a ler

Portugal

Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas: Celebrando a Identidade Nacional

Publicado há

no dia

bandeira de portugal

Hoje, dia 10 de junho, é um dia especial para Portugal e para as comunidades portuguesas no mundo inteiro. Nesta data, celebramos o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, uma ocasião que honra a identidade, a história e a língua portuguesa.

O Dia de Portugal remonta a 1580, ano da morte de Luís Vaz de Camões, o célebre poeta e escritor português, autor de “Os Lusíadas”, obra-prima da literatura em língua portuguesa. Além de Camões, esta data também é dedicada ao Anjo Custódio de Portugal, cujo culto remonta aos tempos do rei D. Manuel I.

Durante o Estado Novo, o regime que vigorou em Portugal de 1933 a 1974, o 10 de junho era conhecido como o Dia da Raça, uma celebração que exaltava a raça portuguesa e o poder colonial. No entanto, após a Revolução dos Cravos, em 1974, o significado deste dia foi reformulado.

A partir de 1978, com a Terceira República, o 10 de junho passou a ser o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Esta mudança refletiu uma nova filosofia, voltada para a celebração da identidade nacional, da língua portuguesa e do papel das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo.

As comemorações do Dia de Portugal são realizadas em todo o país e contam com a participação de importantes personalidades, como o Presidente da República, o Presidente da Assembleia da República e o Primeiro-ministro. As cerimônias envolvem eventos militares, exposições, concertos, desfiles e cortejos, criando um ambiente festivo e patriótico.

Além das celebrações em Portugal, o Dia de Portugal também é comemorado em outros países com presença significativa de comunidades portuguesas, como Canadá, Reino Unido, Espanha e Brasil. Essas festividades destacam a importância da diáspora portuguesa e a sua contribuição para a cultura e a sociedade dos países onde se encontram.

O Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas é uma oportunidade para refletir sobre a história, os valores e as conquistas do povo português, bem como para celebrar a língua portuguesa como um patrimônio cultural único. É um dia de orgulho, união e reconhecimento da identidade nacional, fortalecendo os laços entre Portugal e as suas comunidades espalhadas pelo mundo.

Continuar a ler

Portugal

XX Encontro de Culturas em Serpa: Uma Noite Inesquecível de Celebração do Cante Alentejano

Publicado há

no dia

imgLoader 4

Este sábado, dia 10 de junho, a cidade de Serpa será palco de uma emocionante celebração do Dia do Cante, como parte do XX Encontro de Culturas. A Praça da República será o cenário para esse evento especial, que contará com a participação de diversos grupos corais de Serpa e de convidados de outras regiões.

A partir das 19h00, o espetáculo terá início com um desfile dos corais pelas ruas dos Cavalos, das Portas de Beja e dos Fidalgos, criando uma atmosfera festiva e envolvente. Em seguida, os grupos se reunirão na Praça da República para apresentar suas interpretações das modas alentejanas.

Os grupos corais de Serpa, como o Grupo Coral Os Arraianos de Vila Verde de Ficalho, o Rancho Coral e Etnográfico Os Camponeses de Vale de Vargo, o Rancho Coral Feminino Papoilas do Enxoé, o Grupo Coral Feminino Madrigal, o Grupo Coral Feminino Flores do Chança, o Grupo Coral Feminino As Ceifeiras de Pias e o Grupo Coral e Etnográfico da Academia Sénior de Serpa, trarão toda a tradição e autenticidade do cante alentejano para o palco.

Além dos grupos corais locais, o evento contará com a participação de grupos corais convidados, como as Cantadeiras de Redondo, o Grupo Coral Cantadores de Beringel (Beja), o Grupo Coral Feminino Cantadeiras de Essência Alentejana (Almada) e o Grupo Coral Guadiana de Mértola. Essa diversidade de participantes ressalta a importância do cante alentejano como uma manifestação cultural que ultrapassa fronteiras e une diferentes comunidades em torno da música e da tradição.

O encontro culmina com a emocionante interpretação da moda “Alentejo, Alentejo”, entoada pelos cantadores e pelo público presente, criando um momento de união e celebração.

O Dia do Cante em Serpa, inserido no XX Encontro de Culturas, é uma oportunidade única para vivenciar e apreciar a riqueza do cante alentejano, reconhecido como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO. Através dessas apresentações, os grupos corais compartilham a sua paixão pela música e pela cultura alentejana, mantendo viva uma tradição que reflete a identidade e o espírito acolhedor da região.

Continuar a ler

ÚLTIMAS 48 HORAS