Siga-nos nas redes sociais

Portugal

Casal de idosos despejado foi para a Covilhã onde reside em condições precárias

Publicado há

no dia

velhotes2

O casal de idosos que ficou sem casa em Lisboa e recusou o auxílio dado pela Santa Casa da Misericórdia, passou os últimos dois meses na Covilhã, donde Maria é natural e tem uma casa que pretende recuperar.

José Alberto e Maria José, de 75 e 77 anos, encontram-se a residir temporariamente numa casa paroquial em Verdelhos, contudo com poucas condições de habitabilidade, em termos de aquecimento e acessos. Para além disso, o casal terá que abandonar a casa dentro de quatro meses.

Em declarações ao Correio da Manhã, Alberto considera que o Presidente da Câmara da Covilhã, terá voltado com a palavra atrás, uma vez que, se tinha comprometido em ajudá-los, no que diz respeito à habitação.

Questionada pelo Notícias ao Minuto, o município da Covilhã afirma que “o Presidente da Câmara Municipal afirmou e volta a afirmar que fará tudo o que for possível fazer para ajudar o casal em apreço” todavia vale-se da lei para fazer “o que é possível fazer, neste caso”.

“Nunca o Senhor Presidente da Câmara afirmou que iria promover a reconstrução da casa da D. Maria José”, sendo que “a autarquia local não tem legitimidade para intervir em propriedade alheia, pois não é titular de nenhum direito que lhe confira a faculdade de realizar uma operação urbanística na casa da Senhora, substituindo-se a ela nessa pretensão”.

Recorde-se que Maria José e José Alberto foram despejados da sua casa e passaram quatro meses a viver na rua. Situação que ocorreu após o proprietário da casa ter terminado o contrato de aluguel com o objetivo de usar a propriedade para o turismo.

Em outubro, o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, encontrou o casal na estação do Oriente em Lisboa, onde eles estavam a passar a noite. Em novembro, ambos foram internados no Hospital Júlio de Matos, situação que os desagradou, uma vez que, ficaram separados.

Portugal

Vídeo: Bebé nasce nos escombros de edifício na Síria

Publicado há

no dia

por:

Sem Titulo 2

© Reprodução/Twitter

Uma mulher grávida deu à luz enquanto estava presa nos escombros após um sismo em Alepo, na Síria. As equipas de socorro encontraram a mãe morta, mas o recém-nascido foi resgatado com vida.

O vídeo do momento em que o bebê é resgatado foi compartilhado nas redes sociais, mostrando a destruição causada pelo sismo. A identidade da mulher não foi revelada.

Continuar a ler

Portugal

Mãe entrega filho fugido às autoridades

Publicado há

no dia

por:

presos

Um homem procurado desde sábado foi capturado na madrugada desta terça-feira após a sua mãe o ter entregue às autoridades, nas urgências do hospital de São José, em Lisboa.

O homem, chamado Adiel Cabingano, estava em fuga da cadeia de Linhó, em Sintra, onde estava a cumprir uma pena de dez anos por furtos e roubos. Tinha sido colocado em regime aberto para trabalhar como pastor de cabras, mas fugiu ilegalmente durante o trabalho.

A mãe levou-o ao hospital para avaliação em psiquiatria e notificou a PSP. A Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais foi imediatamente informada e enviou equipas para o local. Após receber tratamento no hospital, Adiel foi levado novamente para a prisão.

Uma investigação interna será realizada para apurar as circunstâncias da fuga.

Continuar a ler

Portugal

Ana Luísa Assis é a primeira mulher motorista do Município de Alcácer do Sal

Publicado há

no dia

por:

D53I6646 scaled

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal conta, desde o dia 23 de janeiro de 2023, com o contributo da primeira mulher motorista da história do Município. Ana Luísa Assis, a exercer funções na autarquia desde maio de 2014, descreve o significado que tem para ela exercer estas funções como “um orgulho” por poder dar de si à terra que a viu nascer e crescer. Afirma, ao mesmo tempo, que o caminho para chegar até aqui foi “muito longo, com muito trabalho, sacrifício físico e monetário”, mas que olha para trás e sente que “valeu a pena”.

Ana Assis dirigiu ainda uma palavra de agradecimento a todas as pessoas que a ajudaram a trilhar este percurso, especialmente aos pais, e ao Município de Alcácer do Sal, pela oportunidade que lhe deu para cumprir um sonho de menina. 

Continuar a ler

Portugal

“Olá, mãe, Olá, pai”. A burla pelo WhatsApp

Publicado há

no dia

por:

whatsapp

A PSP alertou para o aumento do crime de burla informática, com destaque para a burla “Olá pai, olá mãe”, no contexto do Dia da Internet Mais Segura, que se assinala esta terça-feira.

A PSP deu conselhos aos cidadãos, para se defenderem deste tipo de fraude. O alerta surgiu após a PSP ter recebido mais de 36.000 queixas de burla nos últimos quatro anos, com um aumento de 20% em 2022. A burla “Olá pai, olá mãe” foi a mais destacada em 2022.

Os Burlões fazem-se passar por filhos, alegam ter perdido o telemóvel e pedem o envio de dinheiro através de MB WAY, NIB ou de uma referência para pagamento.

No que diz respeito a este tipo de burla que é efetuada pelo WhatsApp, a Polícia de Segurança Pública deixa alerta:

“Se receber alguma mensagem de um número desconhecido a dizer ser o seu filho(a), confirme sempre antes de enviar (através de uma chamada, ou uma mensagem com pergunta/resposta combinada previamente com o seu filho(a)… etc)”;
“Caso seja alvo deste tipo de burla, denuncie, mesmo que se trate de uma tentativa”.

Continuar a ler

ÚLTIMAS 48 HORAS