Siga-nos nas redes sociais

Portugal

Homem perde dedo durante formação para guardas prisionais

Publicado há

no dia

guarda prisional

Ontem à tarde, durante um curso de formação de novos elementos do Grupo de Intervenção dos Serviços Prisionais (GISP), ocorreu um acidente com uma arma de fogo, segundo o confirmado por fontes oficiais, um formando perdeu o dedo de uma mão.

O acidente ocorreu nas instalações do GISP em Monsanto, em Lisboa, junto ao estabelecimento prisional, durante uma sessão de instrução antimotim, adiantou à Lusa, Júlio Rosa, presidente do Sindicato Independente do Corpo da Guarda Prisional (SICGP).

De momento, o curso de formação encontra-se suspenso. O acidente ocorreu com “uma caçadeira municiada com pólvora seca (munição de salva)”, de acordo com Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais.

O formando foi socorrido de imediato pelo INEM que o conduziu até ao Hospital do SNS, do qual teve alta durante a noite.

“Foi determinada a abertura de processo interno de averiguações a cargo do Serviço de Auditoria e Inspeção — Sul (coordenado por Magistrado do Ministério Público), com vista ao apuramento das circunstâncias em que o acidente teve lugar. A ocorrência foi igualmente comunicada à Polícia Judiciária”, avançou a DGRSP.

Portugal

Grândola: GNR detém dois suspeitos e apreende droga após perseguição

Publicado há

no dia

por:

gnr e1671900606736

A GNR deteve dois homens e apreendeu cerca de 33 quilos de haxixe na quinta-feira à noite, após uma perseguição a um carro que estava a circular na Autoestrada do Sul (A2).

O veículo foi intercetado na vila de Grândola, depois de sair da A2, mas dois dos ocupantes conseguiram escapar. A operação terminou na madrugada de sexta-feira e os suspeitos ainda não foram localizados.

Durante a busca ao carro, além da droga foi também apreendida uma quantidade significativa de dinheiro. Os detidos vão ser apresentados a um tribunal para interrogatório judicial e depois serão aplicadas as medidas de coação adequadas.

Continuar a ler

Portugal

Militares da GNR impedidos de tirar férias devido à Jornada Mundial da Juventude

Publicado há

no dia

por:

gnr

A Associação dos Profissionais da Guarda (APG) expressou a sua insatisfação com a decisão de permitir que apenas 6% dos membros da Guarda Nacional Republicana possam tirar férias entre 26 de julho e 09 de agosto devido à Jornada Mundial da Juventude.

Segundo as normas internas, apenas 20% do efetivo deve poder tirar férias simultaneamente durante eventos de grande dimensão, mas a necessidade de policiamento durante a Jornada Mundial da Juventude exige que apenas 6% dos militares possam tirar férias.

A APG afirma que essa decisão é um desrespeito para com os profissionais e que as férias são um direito que não deve ser decidido exclusivamente pela entidade patronal. A PSP também já decidiu suspender as férias dos polícias entre 24 de julho e 07 de agosto devido ao evento.

Continuar a ler

Portugal

Qual é a origem da expressão “Não entender patavina” ?

Publicado há

no dia

por:

ponto de interrogacao

A expressão “Não entender patavina” é usada quando um individuo não percebe nada de determinado assunto. Expressão que deve a sua origem ao historiador Tito Lívio, natural de Patávio, hoje Pádua, na Itália. Tito usava um latim, próprio da sua região, considerado “horroroso” para muitos, uma vez que, não era percetível para todos.

Daí surgiu o Patavinismo, que originalmente significava não entender Tito Lívio, não entender “patavina”.

Continuar a ler

Portugal

Funcionária detida por roubar dinheiro em escola em Castelo Branco

Publicado há

no dia

por:

gnr

Uma mulher de 45 anos foi detida, esta terça-feira, por furto num estabelecimento de ensino, no concelho do Fundão.

Segundo o avançado , em comunicado, pela Guarda Nacional Republicana (GNR), a detenção ocorreu na sequência de uma investigação que durou cerca de um mês.

A mulher, que trabalhava na escola, foi acusada de entrar de forma repetida em áreas restritas do estabelecimento para furtar quantias em numerário da instituição.

A detida foi constituída arguida e foram recuperados 200 euros em numerário.

Os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial do Fundão.

Continuar a ler

ÚLTIMAS 48 HORAS