Siga-nos nas redes sociais

Cultura

PS impede reposição do IVA da Tauromaquia nos 6%

PS impede reposição do IVA da Tauromaquia nos 6%

Publicado há

no dia

PS impede reposição do IVA da Tauromaquia nos 6%

PAN e Livre votaram também contra a igualdade de IVA para todo o setor cultural. Esta situação distorce a concorrência e prejudica os consumidores dos espectáculos tauromáquicos face aos restantes espectáculos culturais, pelo que a PROTOIRO anuncia que irá recorrer aos tribunais. 

PSD, o CHEGA e o PCP  apresentaram propostas de alteração ao OE, em sede de especialidade, com o objectivo de alterarem a taxa de IVA actual (23%), que desde 2020 se aplica aos espectáculos tauromáquicos, repondo-a nos 6%, como sucedia até 2019, corrigindo uma discriminação ilegal, em relação às restantes áreas culturais, que têm o mesmo estatuto legal que a tauromaquia. 

As propostas foram chumbadas esta tarde, tendo votado a favor das mesmas o PSD, CHEGA e PCP, contra o PS, Pan e Livre, com a abstenção da Iniciativa Liberal. 

Esta situação é ainda mais incompreensível uma vez que o PS está totalmente livre para poder corrigir esta injustiça e ilegalidade, pelo que a responsabilidade desta situação só pode ser atribuída ao próprio governo socialista.

Esta discriminação fiscal é inadmissível e além do setor também a Secção de Municípios com Actividade Tauromáquica, da Associação Nacional de Municípios Portugueses se pronunciaram diversas vezes desde 2020 contra esta discriminação que afeta os seus territórios e a sua economia, pedindo a correção desta situação. 

Alentejo

Campo Maior: Festas do Povo adiadas para 2024

Publicado há

no dia

por:

Festas do Povo Campo Maior 1

O município de Campo Maior, Portugal, sugere que as tradicionais Festas do Povo sejam realizadas em 2024 devido aos efeitos da inflação e aos prejuízos causados por cheias e fortes chuvas em dezembro do ano passado. A UNESCO reconheceu as Festas do Povo como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade em 2021. Essas festas são famosas pela apresentação de dezenas de ruas enfeitadas com milhares de flores feitas em papel, criadas voluntariamente pela população. A última edição das festas aconteceu em 2015.

O presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, Luís Rosinha, explicou que o município está preparado para “eventualmente” apoiar a iniciativa, mas devido aos prejuízos causados pelo mau tempo em dezembro, as Festas do Povo ficaram “um tanto ou quanto de parte” da agenda política.

Continuar a ler

Portugal

Há 418 anos Miguel de Cervantes publicava um dos livros mais famosos do mundo

Publicado há

no dia

Há cerca de 418 anos, Miguel Cervantes publicava , em Madrid, com título e ortografia originais a primeira edição daquele que se viria a tornar num dos livros mais famosos do mundo, Dom Quixote de la Mancha.

A obra é composta por dois capítulos, divididos em duas partes, a primeira publicada em 1605 e a segunda dez anos depois, em 1615.

A história gira em torno de Dom Quixote, um fidalgo castelhano que perdeu a razão devido ao seu interesse excessivo em romances de cavalaria e decide viver as suas próprias aventuras. Ele embarca em incursões pelas terras da Mancha, Aragão e Catalunha acompanhado de Sancho Pança, seu fiel amigo e escudeiro, no fundo ele era a razão de Quixote quando a deste lhe fugia devido a um enorme querer em viver a fantasia e incorporar os heróis que lia nos seus romances, um exemplo nítido são os moinhos de Sancho e os gigantes de Quixote.

“Olhe bem Vossa Mercê – disse o escudeiro – que aquilo não são gigantes, são moinhos de vento; e os que parecem braços não são senão as velas, que tocadas do vento fazem trabalhar as mós.

Dom Quixote, cap.VII

Esta obra constitui uma sátira da época do autor, um cavaleiro medieval em plena época moderna presa aos feitos e às glórias do passado, representando assim uma Espanha que começa a duvidar de si mesma.

Recorde-se que esta obra foi recomendada pelo Plano Nacional de Leitura para o Ensino Secundário como sugestão de leitura, com o propósito dos alunos conhecerem um dos escritores mais célebres do mundo, que postumamente continua a vender a livros e a recordar a importância do poder da imaginação.

fonte: Wikipédia

Continuar a ler

Portugal

Abrunhosa considera cancelar digressão com Cantadores de Pias devido a rumores

Publicado há

no dia

por:

abrunhosa

© Matinés Pensantes

Em declarações ao Sudoeste Portugal, Pedro Abrunhosa revelou que o projeto de turnê mundial em parceria com o Grupo Etnográfico de Pias poderá estar em risco, devido a comentários falaciosos que circulam nas redes socias, que indicam que o artista foi convidado pelo Turismo do Alentejo para ser “embaixador” do Cante.

Segundo o artista os rumores tiveram início após uma reunião que teve com o Turismo do Alentejo, que se sucedeu após a primeira digressão que incluía a passagem por Londres, Paris, Bruxelas e Luxemburgo, que se converteu num autêntico sucesso, palavras de Pedro Abrunhosa.

O cantor nega todas estas alegações, que referem que ele já era embaixador do cante e que provavelmente estaria a receber ilegalmente milhões de euros.

Pedro Abrunhosa revela ainda ter realizado iniciativas semelhantes a esta com grupos de jazz e funk norte-americanos , artistas brasileiros (como Maria Bethânia e Caetano Veloso) e ainda, com músicos do flamenco andaluz, segundo o mesmo meio.

Ao regressar a Portugal após terem atuado nas salas mais emblemáticas dos países incluídos na turnê, um verdadeiro sonho para qualquer artista, o desejo de Pedro Abrunhosa era levar este projeto mais longe, a mais gente, a mais lugares, contudo, segundo o artista, devido à presença constante de rumores e engodos, a segunda digressão pode estar em risco.

No que diz respeito à reunião com o Turismo do Alentejo, Pedro Abrunhosa revelou que o assunto unicamente discutido, foi a necessidade de desenvolver um documento claro e estruturado, para apresentar as instituições múltiplas, que demonstrassem interesse em participar na realização da digressão.

Resta saber se de facto a digressão terá futuro e o se o Grupo Etnográfico de Pias continuará a levar, na companhia do artista, o seu cante, o cante da sua terra ao mundo.

Continuar a ler

Alentejo

Évora apresenta programação para o Teatro Garcia de Resende com apoio financeiro da DGArtes e autarquia

Publicado há

no dia

por:

teatro resende

Teatro Garcia de Resende (TGR) de Évora recebe financiamento da autarquia e da Direção-Geral das Artes (DGArtes) para sua programação anual. Isso se deve à aprovação de uma candidatura à Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses (RTCP), que garante 400 mil euros anuais para o TGR. O objetivo é que o TGR se torne uma referência em termos de programação, não apenas local, mas também nacional e internacional, especialmente quando Évora se tornar Capital Europeia da Cultura em 2027. A programação deste ano inclui um total de 127 espetáculos e iniciativas culturais, que contarão com a participação de agentes culturais locais, como companhias, associações, artistas e músicos de Évora.

Continuar a ler

ÚLTIMAS 48 HORAS