Siga-nos nas redes sociais

Internacional

Tecnologias Transformadoras Impulsionadas pela ESA

Publicado há

no dia

Juice flies by Europa article

O mundo, particularmente a Europa, encontra-se no meio do que é apropriadamente denominado a ‘década quântica’. Isso marca um período transformador em que as propriedades singulares da matéria a nível quântico estão a fazer a transição de meras curiosidades científicas para a base de tecnologias e produtos práticos. Esta mudança está a resultar em avanços significativos em comunicações, navegação, computação e monitorização ambiental.

Mesmo no domínio da exploração espacial, a Agência Espacial Europeia (ESA) está envolvida ativamente na revolução quântica. Atualmente, a ESA está a enviar uma sonda com tecnologia quântica para Júpiter, explorando tecnologias de comunicação baseadas em princípios quânticos e planeando enviar um relógio quântico para a Estação Espacial Internacional. Estas iniciativas fazem parte do compromisso mais amplo da ESA com as tecnologias quânticas, refletindo o reconhecimento da organização do vasto potencial e aplicabilidade dos avanços quânticos em várias áreas.

À medida que a década quântica se desenrola, os esforços da ESA sublinham a importância de aproveitar os princípios quânticos para ultrapassar os limites do que é possível na exploração espacial, comunicação e além. A integração de tecnologias quânticas em missões espaciais promete abrir novas fronteiras e aprimorar as nossas capacidades de maneiras anteriormente inimagináveis.

Internacional

Bayer Regista Maior Queda de Sempre em Bolsa Após Derrota em Tribunal

Publicado há

no dia

por:

bayer

Um júri do tribunal do Missouri (EUA) condenou a Bayer a pagar 1,56 mil milhões de dólares, equivalente a 1,43 mil milhões de euros, a quatro pessoas que alegam que o herbicida Roundup causou danos físicos, incluindo cancro em um dos casos. A Bayer registou, nesta segunda-feira, a maior queda de sempre em bolsa, perdendo 7,6 mil milhões de euros em capitalização de mercado. As ações da farmacêutica afundaram 19,38% para 33,54 euros, chegando a tombar 21%.

O júri condenou a Bayer a pagar a quantia substancial às quatro pessoas que foram diagnosticadas com linfomas, alegadamente causados pelo herbicida Roundup, produzido pela Monsanto, empresa adquirida pela Bayer há cinco anos por 63 mil milhões de dólares.

A Bayer tem enfrentado várias batalhas judiciais relacionadas com o Roundup, tendo, no início deste mês, a Union Investment, um dos 10 principais acionistas da Bayer, pedido à empresa para chegar a acordos com os queixosos de vários processos.

Em comunicado, a farmacêutica afirmou ter fortes argumentos para anular a decisão em recurso. Os danos alegadamente causados pelo Roundup resultaram em cerca de 165.000 reclamações contra a empresa. Em 2020, a Bayer chegou a acordos para resolver a maioria desses casos, pagando 10,9 mil milhões de dólares, mas ainda há 50.000 queixas pendentes, segundo reguladores citados pela Reuters.

Além da derrota em tribunal, as ações da Bayer estão a ser pressionadas pelo fim de um dos seus principais ensaios clínicos em um anticoagulante, devido à falta de eficácia.

Continuar a ler

Internacional

Operação Conjunta na Região dos Balcãs Identifica 39 Suspeitos de Abuso Sexual de Crianças

Publicado há

no dia

por:

violencia

Uma grande operação conjunta contra a exploração sexual de crianças na região dos Balcãs resultou na identificação de 39 suspeitos de abuso sexual infantil e na proteção de 2 vítimas em 8 países.

A Operação MOZAIK 2023 foi liderada pela Polícia Nacional da Eslovénia e coordenada pela Europol no âmbito da Plataforma Europeia Multidisciplinar contra Ameaças Criminosas (EMPACT). O objetivo era identificar e deter pessoas que utilizavam fóruns online e aplicações de mensagens para partilhar e distribuir material de abuso sexual infantil. Os países dos Balcãs Ocidentais – Bósnia e Herzegovina, Macedónia do Norte, Montenegro e Sérvia – juntamente com Eslovénia, Croácia e Hungria realizaram uma série de ações de fiscalização entre 6 e 17 de novembro.

A polícia realizou 41 buscas nos países participantes, após investigações sobre a partilha de imagens e vídeos que retratam abuso sexual infantil. Como resultado, 3 suspeitos foram detidos ou acusados de crimes relacionados com a distribuição de imagens de abuso infantil.

Durante as ações, mais de 200 itens contendo imagens ou vídeos de abuso sexual infantil foram apreendidos, incluindo computadores, telemóveis, servidores de computadores e cartões de memória.

A Europol facilitou a troca de informações entre todos os países envolvidos e melhorou ainda mais o quadro operacional na região, verificando os dados apreendidos e fornecendo pacotes de inteligência para dar continuidade ao trabalho investigativo nesta região e além.

Uma região prioritária No âmbito do EMPACT, Eslovénia, Croácia, Hungria e o Centro Europeu de Cibercrime da Europol uniram-se para criar uma rede de especialistas nos Balcãs Ocidentais com o objetivo de fortalecer a cooperação transfronteiriça na luta contra o abuso sexual infantil.

A campanha de prevenção ‘Diz Não!’ da Europol foi disponibilizada a todos os países da região dos Balcãs Ocidentais nos seus idiomas nacionais.

Esta campanha inclui um vídeo de 10 minutos que retrata dois adolescentes, um rapaz e uma rapariga, sendo explorados online por uma organização criminosa para ganho financeiro e por um agressor sexual online em busca de material sexual adicional, respetivamente. O vídeo inclui conselhos sobre como denunciar esses crimes às autoridades e como evitar ser vítima deles.

Este vídeo foi partilhado com pais, crianças e professores para aumentar a consciencialização nos Balcãs Ocidentais sobre o abuso sexual infantil.

O vídeo está agora disponível nos idiomas dos seguintes 29 países: Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, República Checa, Dinamarca, Estónia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letónia, Lituânia, Malta, Países Baixos, Polónia, Portugal, Roménia, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Suécia, Bósnia e Herzegovina, Moldávia, Montenegro, Macedónia do Norte, Noruega, Sérvia, Suíça, Ucrânia e Reino Unido.

Visite a página da campanha ‘Diz Não!’ para obter mais conselhos.

Autoridades participantes na Operação Mozaik Eslovénia: Polícia Nacional Eslovena, Direção-Geral de Polícia, Direção de Polícia Criminal Bósnia e Herzegovina: Polícia do Distrito de Brčko, Unidade Cibernética, Ministério do Interior da República Srpska, Direção de Polícia Criminal, Departamento de Crime de Alta Tecnologia, Federação BIH, Administração Federal de Polícia, Departamento de Combate ao Crime Inter-Cantonal, Serviço de Investigação Criminal Federal Sérvia: Serviço de Combate ao Crime de Alta Tecnologia, Direção de Tecnologia, Direção de Polícia, Ministério do Interior Montenegro: Departamentos de Combate a Crimes Graves, Unidade de Crime de Alta Tecnologia Macedónia do Norte: Ministério do Interior da Macedónia do Norte, Unidade THB, Departamento de Crime Organizado e TF da Unidade SM THB, e Setor de Crime Informático e Perícia Digital Croácia: Ministério do Interior, Direção-Geral de Polícia, Direção de Polícia Criminal, Setor de Inteligência Criminal, Departamento de Cibersegurança Hungria: Serviços Rápidos de Resposta e Polícia Nacional de Investigação, Departamento de Cibercrime

Continuar a ler

Internacional

Satélites na Vanguarda da Luta contra as Emissões de Metano para Mitigação das Alterações Climáticas

Publicado há

no dia

por:

metano

Na incansável batalha contra as alterações climáticas, o metano surge como um adversário de peso, classificando-se como o segundo contribuinte mais significativo para o efeito de estufa, logo a seguir ao dióxido de carbono. Contudo, há uma luz ao fundo do túnel na forma da tecnologia dos satélites, um elemento crucial na busca por controlar as emissões de metano e mitigar o seu impacto no nosso planeta.

O metano, com as suas propriedades poderosas de retenção de calor, representa uma ameaça considerável para o clima. Ao contrário do dióxido de carbono, o metano possui uma vida atmosférica relativamente curta. Esta característica torna-o um alvo privilegiado para benefícios climáticos imediatos e duradouros se as suas emissões forem controladas de forma eficaz.

Um interveniente destacado nesta empreitada é o instrumento Tropomi, a bordo do satélite Copernicus Sentinel-5P. Este instrumento inovador destaca-se como o único capaz de mapear as concentrações globais de metano diariamente. Esta capacidade diária de mapeamento é crucial para identificar e compreender pontos críticos de fontes significativas de metano em todo o mundo.

Ao detetar esses pontos críticos com precisão, os cientistas podem abordar de forma proativa as consequências das emissões de metano no nosso clima e ambiente. Este acompanhamento em tempo real não só aprimora a nossa compreensão das fontes, mas também auxilia no desenvolvimento de estratégias direcionadas para a redução de emissões.

A importância da tecnologia de satélite na luta contra as emissões de metano não pode ser subestimada. Métodos de monitorização tradicionais muitas vezes ficam aquém na disponibilização de dados globais, frequentes e em tempo real necessários para enfrentar este problema urgente. Os satélites, com a sua cobertura abrangente e consistente, oferecem uma perspetiva única para compreender a dinâmica das concentrações de metano a nível global.

A capacidade do instrumento Tropomi de capturar dados diariamente estabelece um novo padrão para a monitorização ambiental. Capacita cientistas e decisores com os insights necessários para tomar decisões informadas e implementar medidas eficazes para a redução das emissões de metano.

Enquanto enfrentamos os desafios das alterações climáticas, a tecnologia de satélite, exemplificada por instrumentos como o Tropomi, demonstra o potencial de soluções de ponta na abordagem de preocupações ambientais. O compromisso da Agência Espacial Europeia em aproveitar a tecnologia espacial para o bem do nosso planeta é evidente em iniciativas como a missão Copernicus Sentinel-5P.

Em conclusão, à medida que lidamos com a necessidade urgente de mitigar as alterações climáticas, os satélites equipados com instrumentos avançados desempenham um papel fundamental. O acompanhamento contínuo e o mapeamento das concentrações de metano fornecidos pelo instrumento Tropomi destacam o poder da tecnologia espacial na luta global contra as emissões de gases de efeito estufa.

Continuar a ler

Alentejo

O Futuro da Política de Coesão da UE pós-2027

Publicado há

no dia

por:

elisa ferreira

Durante a reunião do Comité Interparlamentar REGI do Parlamento Europeu, a Comissária Elisa Ferreira abordou o futuro da Política de Coesão da União Europeia após 2027, destacando a importância dessa política na promoção da convergência e estabilidade entre as regiões europeias.

Num mundo que enfrenta desafios geopolíticos sem precedentes, a Comissária sublinhou a influência das dinâmicas globais na economia e na sociedade da União Europeia. Questões como as mudanças climáticas, conflitos na Europa e nos países vizinhos, a competição econômica global, desigualdades sociais e demográficas, e desequilíbrios no mercado de trabalho representam ameaças à coesão da UE.

A Comissária destacou que, se não forem enfrentados, esses desafios poderão aprofundar as disparidades econômicas entre as regiões europeias, comprometendo assim o mercado único e minando os princípios democráticos da União Europeia.

Numa altura em que se aproximam as eleições europeias, a Comissária enfatizou a necessidade de a UE abordar as preocupações e expectativas dos cidadãos europeus. Para isso, é fundamental envolver diretamente os parlamentos nacionais na definição de prioridades comuns e no enfrentamento dos desafios regionais.

A Comissária recordou que a Política de Coesão tem sido fundamental na promoção da convergência económica entre os Estados-Membros e na manutenção de um campo de jogo nivelado. Nos últimos anos, também desempenhou um papel crucial na resposta a crises como a pandemia de COVID-19, a crise de refugiados e a crise energética, evitando o agravamento das disparidades regionais.

A Comissária Elisa Ferreira destacou a importância de manter a Política de Coesão como um pilar central para o futuro da UE. Esta é uma necessidade devido a razões aritméticas, económicas e políticas. A coesão é fundamental para garantir que todas as regiões da UE tenham a oportunidade de crescer e prosperar, contribuindo assim para a resiliência da economia europeia e prevenindo potenciais descontentamentos que possam ameaçar a democracia e os valores comuns.

A Comissária também enfatizou que a Política de Coesão deve adaptar-se às novas realidades e desafios. Para isso, tem conduzido reflexões sobre o futuro da política, envolvendo especialistas e partes interessadas. Três princípios fundamentais que devem ser mantidos incluem a abordagem baseada na localização, a governança multinível e o princípio da parceria.

No entanto, a Comissária também reconheceu a necessidade de flexibilidade, simplificação e a integração da Política de Coesão com outras políticas para promover a convergência em toda a UE.

O futuro da Política de Coesão é uma questão crucial para o sucesso da União Europeia. A Comissária Elisa Ferreira encorajou os parlamentos nacionais a participar no debate e a contribuir com as suas perspetivas e ideias para moldar o caminho a seguir. A coesão é fundamental para garantir que a UE continue a ser um espaço de solidariedade e prosperidade para todos os seus cidadãos.

Continuar a ler

ÚLTIMAS 48 HORAS