Siga-nos nas redes sociais

Portugal

Viver o melhor do Natal em Serpa

Publicado há

no dia

cm serpa

Gastronomia, circuito dos presépios, mercadinhos com artesãos, música, e muitas atividades destinadas ao público infantil, irão marcar o Melhor do Natal, em Serpa. A programação terá início a 1 de dezembro e irá prolongar-se até 7 de janeiro.
Os mais novos vão poder patinar numa magnifica pista de gelo, encantar-se com o Castelo Mágico, e assistir à chegada do Pai Natal, com o seu saco de presentes.

Estará à disposição de todos, dentro da cidade de Serpa, um comboio que efetuará um circuito entre as atividades, patrocinado pelos comerciantes e empresários de Serpa. Os mercadinhos de rua voltam a realizar-se ao fim de semana, dinamizando o Centro Histórico e o Mercado Municipal, permitindo apoiar os artesãos e o comércio local, e paralelamente oferecer a possibilidade de adquirir algumas lembranças. As tradições gastronómicas desta época do ano estarão em destaque na restauração local, sob o mote SerApetece.
Do programa destacamos o circuito dos presépios, que conta com criações de artistas locais, nomeadamente em Vale de Vargo, com o seu já habitual presépio em tamanho real, que todos os anos nos surpreende com novas criações, pelas mãos da Associação Arco-Íris; em Vila Verde de Ficalho, com um presépio criado pelo grupo de artistas Ficalho Artes, instalado no recinto do espaço museológico; e em Serpa, com a instalação de uma escultura nas imediações da muralha. Em Brinches, será instalada uma árvore de Natal com quatro metros de altura.
Vários concertos estão agendados para todo o concelho, destacando-se o agendamento de espetáculos em igrejas e capelas das várias localidades, contando com grupos de cante, acompanhados de bandas filarmónicas. Ainda na área da música, em Serpa, a Banda da Força Aérea, a Banda do Rosal de La Frontera e a Banda Filarmónica de Serpa já confirmaram a sua participação, bem como o Coro de Câmara de Beja que dará um Concerto de Natal na Igreja de São Paulo.
O movimento associativo associou-se à animação desta quadra, e irá promover diversas atividades no concelho, das quais se destaca o desfile de Pais Natal Motard, com distribuição de lembranças às crianças.
No início do novo ano, em Serpa, decorre o tradicional Cante aos Reis, no dia 5 de janeiro, pelas ruas da cidade, com a participação informal de elementos dos grupos corais locais e de todas as pessoas que desejem participar. O ano novo será ainda celebrado com a Orquestra do Conservatório Regional do Baixo Alentejo a apresentar o Concerto de Ano Novo, no Cineteatro Municipal de Serpa.
A programação completa pode ser consultada, em breve, no site do Município.

Portugal

Militares da GNR impedidos de tirar férias devido à Jornada Mundial da Juventude

Publicado há

no dia

por:

gnr

A Associação dos Profissionais da Guarda (APG) expressou a sua insatisfação com a decisão de permitir que apenas 6% dos membros da Guarda Nacional Republicana possam tirar férias entre 26 de julho e 09 de agosto devido à Jornada Mundial da Juventude.

Segundo as normas internas, apenas 20% do efetivo deve poder tirar férias simultaneamente durante eventos de grande dimensão, mas a necessidade de policiamento durante a Jornada Mundial da Juventude exige que apenas 6% dos militares possam tirar férias.

A APG afirma que essa decisão é um desrespeito para com os profissionais e que as férias são um direito que não deve ser decidido exclusivamente pela entidade patronal. A PSP também já decidiu suspender as férias dos polícias entre 24 de julho e 07 de agosto devido ao evento.

Continuar a ler

Portugal

Qual é a origem da expressão “Não entender patavina” ?

Publicado há

no dia

por:

ponto de interrogacao

A expressão “Não entender patavina” é usada quando um individuo não percebe nada de determinado assunto. Expressão que deve a sua origem ao historiador Tito Lívio, natural de Patávio, hoje Pádua, na Itália. Tito usava um latim, próprio da sua região, considerado “horroroso” para muitos, uma vez que, não era percetível para todos.

Daí surgiu o Patavinismo, que originalmente significava não entender Tito Lívio, não entender “patavina”.

Continuar a ler

Portugal

Funcionária detida por roubar dinheiro em escola em Castelo Branco

Publicado há

no dia

por:

gnr

Uma mulher de 45 anos foi detida, esta terça-feira, por furto num estabelecimento de ensino, no concelho do Fundão.

Segundo o avançado , em comunicado, pela Guarda Nacional Republicana (GNR), a detenção ocorreu na sequência de uma investigação que durou cerca de um mês.

A mulher, que trabalhava na escola, foi acusada de entrar de forma repetida em áreas restritas do estabelecimento para furtar quantias em numerário da instituição.

A detida foi constituída arguida e foram recuperados 200 euros em numerário.

Os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial do Fundão.

Continuar a ler

Portugal

Semanas Gastronómicas das sopas, açordas e migas em Grândola

Publicado há

no dia

por:

A3 frente verso 01

São mais de 50 as propostas apresentadas nas ementas dos 15 restaurantes do concelho que participam na 1º edição de 2023 da iniciativa que promove a gastronomia regional.

De 28 de janeiro a 5 de fevereiro há saborosas sugestões de pratos de comida de conforto que combinam com os dias frios de inverno. Às robustas sopas do cozido, de “entulho”, de agrião com grão ou feijão ou de cação e aos leves e deliciosos cremes de abóbora e batata-doce, de courgette e alho francês, ou de couve-flor c/ amêndoa torrada juntam-se as clássicas e diversas açordas: de alho, de tomate, de espinafres, de camarão, de coelho ou de perdiz, apresentadas como prato principal ou como acompanhamento de linguadinhos, enguias fritas ou choco frito, com bacalhau e ameijoas ou chips de feijão-frade.

No cardápio dos restaurantes há ainda dezenas de sugestões das típicas migas: ao pão – ingrediente principal deste prato alentejano – adiciona-se a hortelã, os espargos, o tomate, os espinafres, os cogumelos, os coentros, os brócolos, a batata-doce roxa ou as ovas e servem-se com costeletas de borrego, bacalhau assado, carne de alguidar, peixe frito, fraca de escabeche ou javali no vinho tinto.

Ao longo do ano as “Semanas Gastronómicas”, promovidas pelo Município de Grândola, dão a conhecer e a saborear os produtos mais característicos de cada mês.

Continuar a ler

ÚLTIMAS 48 HORAS